Orçamento
Descrição

Basicamente os ímãs de Alnico são compostos de Alumínio, Níquel, Cobalto e Ferro. As diferentes combinações destes elementos e a adição de outros elementos fornecem as diferentes características magnéticas e físicas dos vários graus dos imãs de Alnico.

Os ímãs de Alnico são fabricados por processos de fundição ou sinterização (metalurgia do pó).

A fundição é utilizada para ímãs maiores e de formatos mais simples e a sinterização é usada para ímãs pequenos e permite a obtenção de formatos mais complexos, com maior precisão dimensional.

A liga Alnico 2 é não orientada e tem propriedades isotrópicas em todas as direções.

As ligas anisotrópicas Alnico 5, 6 e 8 foram desenvolvidas para produzir o melhor fluxo de energia em uma direção determinada. Esta orientação é obtida durante o tratamento térmico, através de resfriamento controlado sob um campo magnético na direção especificada de magnetização.

Os ímãs de Alnico foram um dos primeiros materiais magnéticos a serem desenvolvidos e terem utilização comercial ampla e ainda hoje, a estabilidade de suas propriedades magnéticas em condições diversas de temperatura faz com que sejam utilizados em instrumentos e dispositivos que exigem alta estabilidade térmica.


Aplicação
  • Sensores
  • Medidores de Energia
  • Medidores volumétricos e de vazão
  • Motores
  • Dispositivos de fixação

Utilização
  • Baixa resistência à desmagnetização
  • Fácil de magnetizar e calibrar depois da montagem
  • Excelente estabilidade a diferentes faixas de temperatura
  • Alta resistência à corrosão
  • Não necessita revestimento ou proteção especifica
  • Capacidade de trabalho a altas temperaturas
  • Permite geometrias mais complexas que os outros imãs